6.6.07

O passo do Gigante

Fim de semana passada resolvemos dar um passo significativo nas nossas andanças pela Irlanda. Alugamos um carros e fomos conhecer a nossa vizinha Irlanda do Norte. A primeira parada foi na capital, Belfast, que não é lá muito atrativa em termos de beleza. O que atrai mesmo nessa cidade é o histórico conflito entre católicos e protestantes. Mas não é possível nem passar perto de sentir o clima em apenas um dia na cidade.

¨Olha pra câmera! Agora não dá! Tô tentando ficar do lado certo da rua! ¨

Eu descofio de uns tours que são vendidos para turistas. Por isso, depois de uma noite em Belfast, simplesmente seguimos para o norte, onde estava o verdadeiro alvo da nossa jornada: os passos do gigante.

Os passos aos quais me refiro nesse tópico não são, na verdade, os nossos. Apesar de que eu mesmo não acreditava que seria capaz de dirigir do lado direito dentro do carro e guiar do lado esquerdo das ruas. A adaptação vem até relativamente rápida. Alguma buzinadas na orelha e logo você aprende de qual lado da rua você deve andar.

Distante uns 200 km de Belfast, o Giant´s Causeway está no extremo norte da Irlanda. São milhares de blocos de pedras hexagonais, perfeitamente encaixadas. Elas se formaram a partir de erupções vulcânicas milhões de anos atrás. O resultado é bem bacana, principalmente porque os blocos se encontram com o mar em um litoral recortado por paredões. Uma visão bastante interessante.

Mas o melhor é a lenda sobre o lugar. Diz-se que naquele lugar morava um gigante bastante conhecido da mitologia irlandesa: Finn MacCool. Ele havia sido desafiado por um outro gigante, porém da Escócia, chamado Angus. Fora o gigantes escocês o responsável pela construção dos Causeways, que ele usaria mais tarde para alcançar Finn MacCool.

Sabendo que o gigante escocês estava a caminho para o duelo, MacCool tomou as suas precauções. Ele avisou a sua esposa sobre o acontecido, retirou o seu filho do berço, vestiu roupas de bebê e deitou no berço.

Quando Angus bateu a porta procurando por Finn MacCool quem atendeu foi a esposa que disse: ¨Finn MacCool não está em casa no momento, somente eu e o bebê¨, mostrando uma mostruosa criança com as pernas para fora do berço. O gigante escocês ficou horrorizado com a cena. Ele pensou que se o filho de Finn MacCool era daquele tamanho, qual seria o tamanho do pai? Com medo do embate, Angus voltou correndo para Escócia tão assustado que esqueceu uma de suas botas para trás, como pode ser provado na foto abaixo, em que a Ieda descobriu a bota do gigante:

Taí a prova da história do gigante irlandês, que até podia ser um gigante brasileiro!

No restante da trip nós ainda visitamos uma antiga destilaria de whisky e as ruínas de um castelo (é claro!), além de percorrer todo o litoral norte da Irlanda do Norte. Papo para um próximo tópico!

1 comentários:

Andréia Bloch disse...

Só tenho um comentário pra fazer nesse contexto: gigante mesmo é nossa saudade de vcs!!!